Connect with us

Business

LG encerra fabricação de smartphones mundialmente

Published

on

No Brasil, fábrica em Taubaté aguarda os desdobramentos do anúncio da empresa sul-coreana

A LG chegou a ser, em algum momento da história dos celulares, a primeira marca global em vendas de aparelhos, em disputa com outra empresa famosa de handsets que desapareceu neste competitivo mercado, a Nokia. Desde que os celulares despontaram como itens de consumo populares, o ranking das marcas se alterna entre produtores conhecidos (caso da Motorola, que dominou os primórdios dos terminais) a players chineses que, pelo apelo do baixo preço e funcionalidades oferecidas, devem avançar na fatia deixada pela sul-coreana LG. Outras globais saíram de cena nesses mais de 30 anos de telefonia móvel no Brasil (o Rio de Janeiro foi o pioneiro do sistema, em 1990): a francesa Alcatel, a sueca Ericsson, a japonesa Sony (que se uniu à joint Sony-Ericsson depois e também fracassou), a alemã Siemens, o americano BlackBerry e outras com menor expressão.

Em 2007, a Apple revolucionou de forma irreversível o mercado de celulares ao lançar o iPhone (que chegaria ao Brasil apenas na 3ª. versão, em 2008). Esse foi, talvez, o fato que causou maior impacto no setor e derrubou a então número 1, a finlandesa Nokia, e a norte-americana Motorola. O celular pensado por Steve Jobs acabou com várias indústrias com seu formato que oferecia música (pelo então iTunes), estética, atratividade e facilidade de manuseio.

Com a chegada da Apple ao setor, houve a movimentação de players globais e surgiram no cenário mundial as coreanas Samsung e LG. Por anos, Apple, ambas as coreanas, Motorola e Nokia dominaram o ranking das top marcas. Esse cenário começou a mudar com a entrada das chinesas Oppo, Xiaomi e Huawei, além de incontáveis outras com menor alcance. No País, segundo estimativa da IDC Brasil, quatro marcas detêm 90% do mercado: Samsung, Motorola, LG e Apple. Estima-se que a LG vende 4,5 milhões de celulares anualmente, o que dá cerca de 12% de market share no Brasil.

Espaço disputado

Com o anúncio do encerramento da operação global de produção de celulares, o mercado brasileiro deve abrir espaço para o aumento da participação de Samsung, Motorola e Apple e, ainda, para marcas mais novas como a Huawei e Xiaomi. Segundo comunicado oficial da LG sul-coreana, a decisão (de encerrar a divisão móvel) foi aprovada por seu conselho de diretores no início desta segunda-feira, 5. “A decisão estratégica da LG de sair do setor de telefonia móvel incrivelmente competitivo permitirá à empresa concentrar recursos em áreas de crescimento, como componentes de veículos elétricos, dispositivos conectados, casas inteligentes, robótica, inteligência artificial e soluções B2B, bem como plataformas e serviços”, diz o comunicado. A empresa acrescenta que “o estoque atual de telefones LG continuará disponível para venda. A LG fornecerá suporte de serviço e atualizações de software para clientes de produtos móveis existentes por um período que varia de acordo com a região. A LG trabalhará em colaboração com fornecedores e parceiros de negócios durante o encerramento do negócio de telefonia móvel. Os detalhes relacionados à empregabilidade serão determinados em nível local”, ou seja, o destino da fábrica de aparelhos em Taubaté, interior de SP, ainda é uma incógnita. O processo deve ser finalizado até o segundo semestre, conforme a LG: “espera-se que a desaceleração do negócio de telefonia móvel seja concluída até 31 de julho, embora o estoque de alguns modelos existentes ainda possa estar disponível depois dessa data”. Leia mais sobre os motivos da LG nessa análise do articulista de ProXXIma, Pyr Marcondes, sobre a saída da marca do mercado de aparelhos.

Estima-se que LG tinha uma fatia de apenas 2% do mercado de smartphones ao redor do mundo no ano passado. Ainda em 2020, a LG anunciou prejuízo de US$ 750,6 milhões na divisão móvel. Em 2019, as perdas foram de US$ 858,3 milhões, enquanto no ano anterior foram US$ 700,6 milhões no negativo.

Em fevereiro deste ano, já circulavam rumores sobre a potencial venda ou encerramento da produção de celulares da LG. O jornal The Korea Times havia noticiado as negociações para a venda da divisão. Como não obteve interessados na compra, a LG decidiu encerrar sua história como fabricante de celulares. E, claro, o prejuízo consecutivo com a unidade.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading
Advertisement

Business

A reparação mecânica e as tendências para 2024

Published

on

No agitado mundo automotivo, as tendências e expectativas para 2024 prometem transformar o mercado de reparação de veículos. Os carros elétricos deixaram de ser um experimento e tomam conta das ruas de Goiânia, que já é famosa em todo País por sua frota de veículos sempre atualizada. O impacto da tecnologia vem a galope para o mercado de reparação mecânica, ávido pelas transformações e aprendizado para acompanhar as inovações.

Enquanto os elétricos despertam a necessidade por aperfeiçoamento das oficinas mecânicas, o mercado tradicional tem demandas centradas na suspensão e nos sistemas de injeção eletrônica, refletindo a busca por desempenho e eficiência. Quanto ao design, a evolução dos automóveis se concentra em uma aerodinâmica mais avançada, proporcionando maior eficiência de combustível e segurança, sem negligenciar a estética.

Apesar das oportunidades, os empresários do ramo enfrentam desafios como a manutenção de estoques diversificados e o acesso à tecnologia, uma vez que cada fabricante guarda seus segredos.

Uma das provas da expansão do mercado de reparação mecânica está nos robustos números da Expo Peças em 2023. Foram mais de 30.000 visitantes em dois dias de evento aberto no Centro de Convenções de Goiânia. Somente as palestras atraíram mais de 6.000 participantes. Para 2024, esperam-se mais de 180 stands de expositores e um aumento para 50.000 visitantes, além de ter ganhado mais um dia na programação nos dias 5, 6 e 7 de setembro.

Para se manter como referência, a Expo Peças mantém o foco em toda a cadeia automotiva, oferecendo uma plataforma para conexões, negócios e tendências, destacando as oportunidades que o mercado de reparação automotiva oferece atualmente.

Fato é que o mercado automotivo promete continuar a evoluir, oferecendo oportunidades lucrativas e desafiadoras, enquanto os profissionais se preparam para abraçar as mudanças e inovações que estão por vir.

Paulo Miranda – CEO da Expo Peças

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Business

100% das empresas inscritas no lucro real pagam impostos indevidos, alerta Márcio Zamboni

Published

on

Advogado sinaliza que inteligência tributária é um tema urgente, sobretudo, para a indústria

Márcio Zamboni, renomado advogado especialista em direito tributário, destaca uma preocupação alarmante: todas as empresas registradas sob o regime de lucro real estão efetuando pagamentos indevidos de impostos. Essa constatação sublinha a importância crítica da inteligência tributária, especialmente para o setor industrial, que enfrenta desafios crescentes em sua carga tributária.

À frente de seu próprio escritório de advocacia, Zamboni se dedica a oferecer soluções financeiras inovadoras para seus clientes. Com uma experiência consolidada de seis anos no mercado, ele se especializou em atender empresas enquadradas no regime de lucro real, (obrigatório para faturamento anual superior a R$ 78 milhões ou optativo), com um enfoque particular nas demandas da indústria.

Diferenciando-se da abordagem tradicional adotada pela maioria dos escritórios de advocacia e contabilidade, que frequentemente se concentram apenas no valor pago em ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação), Zamboni e sua equipe adotam uma metodologia mais detalhada e minuciosa. Eles realizam uma análise criteriosa, avaliando cada item e nota fiscal individualmente, para verificar a precisão do CST (Código da Situação Tributária) e do NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul). Esse processo permite calcular corretamente a exclusão do ICMS e identificar a base adequada para o cálculo do PIS (Programa de Integração Social) e da COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), assegurando assim resultados mais precisos e benéficos para os clientes.

A abordagem de Zamboni incorpora o conceito de inteligência tributária, uma estratégia compreensiva que visa gerenciar eficientemente as obrigações fiscais das empresas e otimizar sua situação fiscal de forma estratégica. Utilizando análises detalhadas e informações atualizadas, sua equipe busca assegurar a conformidade legal e minimizar a carga tributária dos clientes. Este trabalho inclui uma revisão fiscal detalhada dos últimos cinco anos, identificando possíveis inconsistências e evitando classificações incorretas de produtos. Além de proporcionar benefícios financeiros imediatos, este serviço tem um caráter preventivo, protegendo as empresas contra possíveis autuações fiscais.

Em um contexto onde a indústria enfrenta pressões constantes, com tendências de aumento na carga tributária e desafios na desoneração, a expertise de Zamboni emerge como um recurso valioso. Seu objetivo é maximizar a eficiência da estrutura produtiva das empresas, garantindo a minimização dos custos tributários. Ao fazer isso, Zamboni não apenas proporciona um alívio financeiro significativo para seus clientes, mas também contribui para a sustentabilidade e competitividade a longo prazo das empresas no mercado.
Essa abordagem meticulosa e estratégica adotada por Márcio Zamboni e sua equipe não apenas reflete uma compreensão profunda das complexidades do sistema tributário brasileiro, mas também destaca a importância de uma gestão fiscal proativa. Ao se concentrar em uma análise detalhada e personalizada para cada cliente, o escritório de Zamboni transcende a mera consultoria tributária, posicionando-se como um parceiro estratégico essencial para o sucesso financeiro e operacional das empresas.

Além dos benefícios tangíveis de recuperação de impostos pagos indevidamente e da otimização da carga tributária, a abordagem de Zamboni promove uma cultura de conformidade e diligência fiscal. Isso é particularmente relevante em um cenário econômico onde as regulamentações fiscais estão em constante evolução e onde a precisão na classificação fiscal e a compreensão das obrigações tributárias são fundamentais para evitar penalidades severas e para aproveitar oportunidades de economia fiscal legítimas.

A inteligência tributária, conforme aplicada pelo escritório de Márcio Zamboni, vai além da simples correção de erros passados. Ela envolve uma reavaliação contínua e adaptativa das práticas tributárias das empresas, garantindo que elas permaneçam resilientes e competitivas em um ambiente de negócios dinâmico. A equipe de Zamboni utiliza tecnologias avançadas e metodologias de análise de dados para identificar oportunidades de otimização fiscal, demonstrando um compromisso com a inovação e a excelência no serviço ao cliente.

Este foco em tecnologia e inovação é especialmente pertinente para as indústrias, que estão na vanguarda das mudanças econômicas e enfrentam desafios únicos em relação à tributação e à conformidade fiscal. Ao alinhar as estratégias tributárias com os objetivos de negócios mais amplos das empresas, Zamboni não apenas ajuda a mitigar riscos, mas também a identificar oportunidades de crescimento e eficiência operacional.

Em suma, o trabalho de Márcio Zamboni e sua equipe representa um paradigma na consultoria tributária, marcado por uma abordagem holística, estratégica e baseada em dados. Ao proporcionar uma compreensão profunda das nuances fiscais e ao aplicar a inteligência tributária de forma proativa, eles oferecem às empresas uma vantagem competitiva significativa. Este serviço não é apenas uma medida corretiva para problemas fiscais existentes, mas um investimento estratégico no futuro financeiro e operacional das empresas, assegurando que elas possam navegar com confiança no complexo ambiente tributário brasileiro e alcançar seus objetivos de negócios com sucesso..

Quem é Márcio Zamboni?

Márcio Zamboni é um advogado distinto, cuja formação acadêmica foi solidificada na renomada Universidade Paulista, localizada em Santos, São Paulo. Com um percurso acadêmico dedicado ao aprimoramento e especialização, Zamboni investiu em sua carreira jurídica através de uma série de qualificações pós-graduadas. Ele concluiu uma Pós-Graduação em Direito Notarial e Registral, oferecida pela prestigiosa Escola Paulista da Magistratura (EPM), instituição onde também mergulhou nos estudos de Direito Processual Penal, enriquecendo ainda mais sua base de conhecimento. Não parando por aí, sua jornada educacional o levou à Universidade Anhanguera, onde realizou uma Pós-Graduação em Direito Tributário, ampliando sua expertise e consolidando sua posição como um especialista na área.

Para explorar mais sobre sua trajetória profissional, especializações e os serviços jurídicos que oferece, visite o seu site oficial: www.marciozamboni.com.br

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Business

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NA ERA DIGITAL por Ana Chaves

Published

on

Estamos vivendo a frente de uma realidade onde somos bombardeados por uma enxurrada de informações e com isso somos muito estimulados, mas como gerir nossas emoções? É nesse ponto que se torna importante e necessária a inteligência emocional. E o que que seria ter inteligência emocional? De maneira suscinta nada mais é do que o equilíbrio entre a razão e a emoção gerando a capacidade de lidar com as intempéries da vida de forma saudável e produtiva.

Acordo, durmo, no decorrer do dia, são incessantes as notificações do smartphone. Atualizar as redes sociais que vivem um constante bombardeio de informações e notícias. Manter o fluxo constante de e-mails que precisam ser lidos e respondidos. Cansa só de pensar! Imagine como está a mente de milhares de pessoas que vivem nesse ambiente avassalador? Diante desse cenário torna-se impossível encontrar qualidade de vida sem que você busque a inteligência emocional transformando-a em um guia para sua vida.

Mas, por que a inteligência emocional é tão importante? Pois ela não só nos ajuda na compreensão das nossas emoções, bem como na gestão delas. Com ela nos tornamos mais seletivos em relação ao universo tão vasto de informações que estão ao nosso redor.

O ponto de partida é desenvolver a consciência emocional que nada mais é do que o reconhecimento das emoções que sentimos ao consumir determinadas informações. Quando identificamos sentimentos de estresse, ansiedade, frustração, medo e muitos outros, é indicado começarmos o processo de gestão emocional, tomando conhecimento das reações.

No mundo onde a tecnologia trouxe inúmeros benefícios para nossas vidas e que nos mantêm constantemente conectados, estabelecer limites torna-se vital. Este nos permite definir o que queremos ver e até que horário devemos ir, pois reservar momentos para desconectar deve ser uma prioridade, reduzindo assim a sobrecarga de estímulos digitais.

Em um cenário onde a tecnologia muitas vezes dita o ritmo, a inteligência emocional surge como uma ferramenta essencial para enfrentar essa avalanche de informações. Reconhecer as nossas emoções, estabelecendo limites e manter a consciência latente das suas emoções são práticas que ajudam a manter a sanidade mental. Incorporar a inteligência emocional a nossa vida, pode transformar o “caos digital” em uma experiência gerenciável, prazerosa, construtiva, equilibrada e que permita que a conectividade entre bem-estar emocional, físico e espiritual esteja em conformidade.

Quando falamos da inteligência emocional, a qual já definimos brevemente acima, vemos a automação no ambiente corporativo de processos como Big Data e computação cognitiva, na qual permite-se que máquinas aprendam (Learning-Machine), nesse ponto a inteligência emocional passa a ser mais valorizada do que o QI (Coeficiente de Inteligência) dos colaboradores.

A transformação digital não é uma aceitação massiva de novas tecnologias, mas uma revolução digital no ambiente de negócios e na mentalidade das pessoas não sendo restrito apenas à área profissional, mas a sociedade como um todo.

Segundo um relatório que foi divulgado para Universidade Singularty: “A Inteligência Emocional é considerada como uma base estrutural do desenvolvimento de qualquer outra habilidade social e que só através dela é possível desenvolver:

  1. Pensamento crítico e resolução de problemas;
  2. Colaboração e liderança por influência;
  3. Agilidade e adaptabilidade;
  4. Iniciativa e empreendedorismo;
  5. Comunicação assertiva;
  6. Avaliação e análise de informações;
  7. Curiosidade e imaginação e;
  8. Visão e estratégia.”

É interessante estarmos atentos ao fato de que o ambiente corporativo está caminhando para que as máquinas façam a maior parte das suas operações repetitivas e elas indicarão muitas vezes as melhores soluções de negócios, mas as mesmas não têm o sentir humano e com isso os colaboradores terão que buscar outras maneiras de se sentirem satisfeitos com o trabalho como por exemplo situações como ajudar os colegas e clientes a vencer seus desafios, controlar suas emoções no que tange ao fato de uma solução dada por uma máquina sobre determinado assunto for aceita pela maioria, contrária a sua, saber que é necessário se reciclar constantemente para não se perder com essa avalanche.

Nesse cenário é fundamental aprender e tomar consciência de como o cérebro está programado para responder a sentimentos como satisfação, frustração, ansiedade e muitos outros. Nesse contexto vemos de forma pulsante a importância a inteligência emocional, visto que à medida que você conhece os seus instintos emocionais de resposta aos desafios faz-se possível o controle e análise racional das suas atitudes.

Concluímos então que a transformação digital de uma empresa é muita mais abrangente do que se imagina pois é fundamental trabalhar a inteligência emocional da equipe antes até de implantar quaisquer projetos tecnológicos.

Está aí um grande desafio para os executivos pois indica-se que seja prudente que o crescimento da empresa no mundo digital deva estar atrelado a gestão das emoções da equipe, para com isso estarem aptos a tomar decisões difíceis e superar a barreiras.

Todos esses desafios só serão superados com inteligência emocional.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading
Advertisement

Mais Lidas

Saúde3 minutos ago

Expoente da cirurgia plástica, Dr. Eduardo Raulino eleva o patamar de qualidade dos procedimentos estéticos no Brasil

Especialista em procedimentos como a “Lipo Ultra HD”, o cirurgião transforma vidas de pacientes e compartilha seu conhecimento em treinamentos...

Saúde8 minutos ago

Hipnoterapia proporciona benefícios à saúde e até aumento de performance, explica especialista

A hipnoterapeuta Agatha Olinger conta que pesquisas têm demonstrado a eficácia da técnica para diferentes finalidades. Técnicas de hipnose são...

Negócios6 horas ago

Giovana Rassen: Fotógrafa Pré-Natal em Goiânia-Goiás

Fotografias que Celebram a Magia dos Momentos Pré-Natais No horizonte da fotografia de gestantes, emerge uma artista cujas lentes capturam...

Negócios6 horas ago

Clínica e Plataforma Ocupacional: Parceira Essencial na Avaliação das Condições de Trabalho em Goiânia-Goiás

Do Diagnóstico à Ação: Implementando Medidas Preventivas Eficientes Com o cenário empresarial se tronando cada vez mais consciente da importância...

Famosos7 horas ago

Arthur Sousa: conheça o influencer que está ganhando destaques nas redes com seu jeito único e divertido de ser

Natural do Rio Grande do Norte, vem se destacando no Reality show Big Brother Brasil, da Globo, com seu jeito...

Famosos7 horas ago

Day Bowe é a mineira que vem conquistando o seu espaço dentro do Instagram e na sociedade paulistana

Publicitária por formação, apaixonada por moda, viagens e sempre em busca de novas experiências e tendências. E, é nessa pegada...

Geral8 horas ago

Mutirão de limpeza em 12 cidades reuniu 377 voluntários e recolheu quase 700 kg de resíduos

A Papelito, marca de papéis para enrolar e acessórios, promove desde 2012 iniciativas sustentáveis em prol do planeta. Pelo quarto ano...

Entretenimento9 horas ago

Centro de Formação da Vila abre inscrições para curso sobre educação antirracista

Formação tem o intuito de aprofundar o entendimento e as práticas pedagógicas que combatam o racismo na educação O Centro...

Moda9 horas ago

Maior seletiva de modelos do Brasil desembarca no Guarujá, litoral paulista

Evento é realizado pela agência de modelos Max Fama e seleciona novos modelos para o mercado A cidade do Guarujá,...

Business10 horas ago

A reparação mecânica e as tendências para 2024

No agitado mundo automotivo, as tendências e expectativas para 2024 prometem transformar o mercado de reparação de veículos. Os carros...

Advertisement

Ultimos Posts

Copyright © BusinessFeed